Mudar o tom da música, a técnica transpor.

transposição musical

Aprender isso:  Me tornou um tecladista profissional bem mais rápido...

Você esta aprendendo a mudar o tom da música, como foi visto na primeira parte desta série? A importância de saber transpor uma música, o músico quando não sabe transpor uma música, se sente frustado consigo mesmo.

Resolvi fazer está série de estudos, baseado em meus estudos sobre teoria musical, que vai ajudar muitos músicos a tirar suas frustrações.

Siga-nos no twitter- @musicalleizer

Mudar o tom da música – A transposição escrita.

Na primeira parte vimos que a transposição escrita, possui duas formas:

A primeira sem mudança de clave e a segundo com mudança de clave, vamos abordar as duas formas nessa edição.

Mas se você quer aprender mais sobre teoria musical, recomendo esse ebook onde explico muito mais sobre isso.

Vamos analisar primeiro, a transposição escrita sem mudança de clave.

Mantemos a clave do trecho original, colocamos a armadura do tom transportado de acordo com os intervalos dado e fazermos o

transporte de todas as notas, segundo os intervalos dado.

mudar o tom da música

OBS: PERCEBA QUE TODA NOTAS QUE POSSUI ACIDENTES, TAMBÉM SERÃO ALTERADAS NO TOM TRANSPORTADO.

ANÁLISE

O trecho original está na clave de FÁ, então no tom transportado conservamos a mesma clave.

O tom original é fá maior e foi transportado para 2° menor inferior.

Transportamos as notas de acordo com os intervalos dados;

As notas que possuem acidentes também foram alteradas no tom transportado, assim fechando nossa análise.

Na transposição escrita com clave já é diferente, muda-se a clave e procura o uníssono da primeira nota na clave transportada, veja na figura abaixo:

transposição1

Depois analisamos o trecho original que está na clave de FÁ, no tom transportado conservamos a mesma clave.

INSCREVA-SE NO CANAL | Para ver vídeos aulas que eu não não posto aqui no site, é só se inscrever e ativar o sininho lá no canal do youtube.

Percebemos que tom original é fá maior e foi transportado para 2° menor inferior.

Transportamos as notas de acordo com os intervalos dados;

As notas que possuem acidentes também foram alteradas no tom transportado.

Conclusão

Depois de aprende essa técnica, recomendo que você as pratique para não esquece-las.

Ficou com alguma dúvida?

Deixe seu comentário para eu saber se este artigo foi útil pra você, não esqueça pratique forte abraçoooo.

aprendendo teoria musical

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.