COMO RESOLVI O PROBLEMA DE DOR NAS MÃOS DE UM ALUNO

dor nas mãos

Aprender isso:  Me tornou um tecladista profissional bem mais rápido...

É ISSO MESMO DOR NAS MÃOS! Quando tocamos um instrumento musical, seja ele melódico harmônico ou percussivo. Precisamos tocar com a alma, para tirar uma boa sonoridade e fazer uma boa interpretação.
Mas para que isso venha acontecer, precisamos estar bem emocionalmente. Quando não estamos bem, os problemas começam aparecer durante a música. Podendo até causar dor nas mãos, ou em outras  partes  do corpo.
Você deve ter ouvido falar sobre isso, então é o que vamos falar e mostrar, como você pode evitar esse problema. Seja você um guitarrista, flautista, baixista, pianista, etc..

 

dor nas mãos

 

O QUE É TENDINITE?

Antes de falar em como fiz para resolver a dor nas mãos de um aluno, quero que você saiba que dor é essa e como você passa a ter essa dor executando um instrumento musical. Essa dor que falo é chamado de tendinite, vamos entender um pouco isso para que possamos evita-la.
A TENDINITE – Nada, mas é que a inflamação do tendão, quem tem tendinite sente fortes dores e inchaço no local. A tendinite é mais comum nessas partes do corpo:
·
Tornozelo
·
Joelho
·
Cotovelo
·
Punho
·
Ombro
Sua principal causa é a sobrecarga sobre o tendão, ele não é muito elástico e nem muito forte. Por isso situações como movimentos repetitivos, situações de rigidez, como no caso dos instrumentistas o punho e o ombro são os que mais sofrem.
Agora que você já saber o que causa a tendinite e o que pode ser essas dores. Se você sente essas dores mais adiante vou lhe explicar o que você pode fazer, para melhorar dessas dores que tanto te incomoda.  Vamos voltar ao meu aluno que teve esse problema e por que ele teve essas dores nas mãos! Bom esse meu aluno era muito ansioso, ele queria fazer tudo rápido. Se eu passasse um exercício de coordenação motora, para ele fazer lentamente e assim sentir a musculatura.  Ele fazia o exercício como eu pedi, mas na minha frente. Mas quando eu não estava perto ele voltava a fazer tudo rápido com pressa de acabar cedo.
Se eu passasse uma música em um andamento moderado, ele aprendia e tocava a música em um andamento rápido. Música pra ele tinha que ser rápida se não, não prestava. De tanto ele tocar rápido sem técnica, ele acabou ficando com tendinite nas mãos. Só percebi quando ele começou a reclamar dos exercícios que eu passava, pois ele não conseguia mais executar. Eu perguntei o porquê ele não estava conseguindo, ele disse que estava com as mãos doendo muito. O que eu fiz para resolver esse problema, primeiro passei algumas orientações que aprendi.

O que você pode estar fazendo para amenizar as dores!

Antes de qualquer coisa procure um profissional, pois não sou profissional na área apenas passo o que aprendi e deu certo comigo.
  •   Repouso de área com dor.
  • Algumas sessões de fisioterapia! Claro que e indicado pelo profissional.
  •  Uso de anti-inflamatórios prescritos pelo profissional.
  •  Aplicar gelo com cuidado.
  •  Acupuntura.

 

Essa são algumas recomendações de um profissional, agora vamos ao que eu fiz além do recomendado.

INSCREVA-SE NO CANAL | Para ver vídeos aulas que eu não não posto aqui no site, é só se inscrever e ativar o sininho lá no canal do youtube.

 

O QUE EU FIZ QUE ME TROUXE RESULTADO!

Depois de indicar o que disse acima, passei alguns exercícios de relaxamento que aprendi durante meus estudos
de piano antes de começar a nossa aula. Fizemos exercícios de respiração, além de pedir para ele beber um copo de água antes da aula. Por que eu fiz isso? Foi para diminuir a sua ansiedade. Também diversos exercícios de memorização para mantê-lo concentrado nos estudos.
Confesso que isso produziu um resultado muito bom, pois o problema de dor nas mãos de um dos meus alunos tinha se resolvido. E com ajuda do profissional na área,nunca mais ele teve esse problema.

 CONCLUSÃO

 
 

 

Se você esta passando pelo problema primeiro busque ajuda de um profissional na área, depois experimente algumas das recomendações acima para ajudar na sua recuperação. Espero que o conteúdo tenha te ajudado a evitar esse problema que afeta muita  gente, muito obrigado por ler até o final e um forte abraço.




aprendendo teoria musical

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.