TRANSPOSIÇÃO LIDA parte 3

Como nossa série de estudos sobre transposição está se aproximando do fim.

Se você sentiu dificuldade em algum trecho dela, peço que volte a ler, a edição que você não entendeu ou volte ao inicio e releia com atenção para que não passe nada despercebido.

Este assunto pode parecer um pouco complicado para quem esta iniciando no mundo da música, Por isso requer o máximo de atenção possível.
Bom, vamos dar continuidade ao nosso estudo.

TRANSPOSIÇÃO LIDA

 

Boneco musical

 

Para entendermos a transposição lida, precisamos observar o seguinte:

Iremos substituir a clave escrita por uma outra clave, de forma que as notas não mude de lugar mesmo depois de efetuado o transporte.

Lembrando de tudo isso será feito mentalmente.

COMO IREMOS FAZER ISSO?

Imaginamos a clave e a armadura do novo tom, procuramos antecipadamente as modificações que sofrerão na nova armadura, as notas que possuem alterações acidentais.

Isso requer algumas regras que facilitam bastante a leitura.



Siga-nos no twitter- @musicalleizer
Quando encontramos no tom transportado muito (#) e pouco (b) na armadura, não importando quantos (#) a mais ou (b)  a menos na ordem dos (#) elevamos um semitom cromático.

acedentes musical
Quando encontramos no tom transportado muito (b) e pouco (#) na armadura, não importando quantos (b) a mais ou (#) a menos na ordem dos (b) abaixamos um semitom cromático.
acidentes musical(

Existem outras regras que não abordamos aqui por não haver necessidade no momento.

Recomendo essas postagens para ajudar nesse estudo.
CROMATISMO
ESCALA CROMÁTICA
INTERVALOS SUPERIOR E INFERIOR  
Com está postagem encerramos nossa série sobre transposição, espero que tudo que foi dito nessa série seja de fácil compreensão.

BOM ESTUDO!!!




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *